domingo, 10 de janeiro de 2010

E na outra noite,ele falou assim:

CANÇÃO DE NINAR

Criança, és fio de água
Triste desde a fonte
Humilde plantinha
Nascida em monturo:
Quanta ausência mora
Nesse olhar escuro!

Recosta a cabeça
Na minha cantiga
Deixa que te envolva
Que te beije e embale.

[citando, Helena Kolody]


Depois, ele cantou pra eu dormir...
http://www.youtube.com/watch?v=geDHzXg56UU

Samuel Rosa canta, Sutilmente

*

3 comentários:

Natiii disse...

Gostei daqui, suave,mágico ..
beijo

Coisas de Ana disse...

Que lugar mais aconchegante...
bjs

Vicky. disse...

Sou realmente apaixonada por seus blogs...
Sabe combinar tudo.. Sabe por um toque de doçura em tudo. *_*